Igbá Ábídí

Igbá Ábídí, título em yorùbá, quer dizer “cabaça das letras” ou “cabaça do alfabeto”, e foi uma revista de pendor científico-cultural publicada em 2010, sob o título extenso de: Igbá Ábídí – África e Diáspora: Política, Cultura, Religião.

Depois dessa etapa experimental, agora sob a tutela do Instituto Ixéxé, a revista sofre alterações à sua linha editorial, apresentando nova designação, na seguinte ficha técnica:


Título: Igbá Ábídí – publicação de estudos afro-religiosos
ISSN: 1647-5828
Instituição Responsável: Instituto Iṣẹ̀ṣẹ para a estudo dos cultos Òrìṣà e Vodun (Instituto Ixéxé – II)
País: Portugal


Âmbito editorial

Igbá Ábídí é uma publicação científica centrada na produção científica teológica-filosófica, bem como antropológica, sobre as várias formas religiosas Orixá e Vodun, autóctones e diaspóricas. O seu âmbito editorial é o de monografias, reflexões teóricas, estudos de campo, etc., que serão publicados sob a forma de Ebooks, sob fluxo contínuo. Serão aceites artigos de graduandos até pós-doutorados, sem política preferencial. 

Periodicidade

Igbá Ábídí é uma publicação não periódica que publica através de Fluxo Contínuo.

Línguas de publicação

Na presente fase de retomada da revista, os textos deverão ser apresentados em português-Portugal ou português-Brasil. 

Dimensão das contribuições 

Os trabalhos propostos não deverão exceder as 150 laudas, em formato word, tamanho de letra 12, fonte de texto Times New Roman, espaçamento 1.5. 

Título

Os textos devem incluir um título, de preferência criativo, e um subtítulo exploratório.Deverá ser incluído uma versão inglesa desses elementos.

Identificação do autor

O autor deverá fornecer, no corpo de email, os seguintes dados: nome, grau académico, filiação institucional (centro de investigação, departamento, universidade), endereço de e-mail publicável, e página de currículo (ORCID, DeGóis, Lattes, outra).

Referências bibliográficas

As referências bibliográficas devem ser feitas em nota de rodapé no seguinte formato:

revista: 

Um autor:

SOBRENOME, Nome, “título: subtítulo”, periódico, v.1, n. 1-2 (ano), pp. x-xx. Citações seguintes: Nome Sobrenome, “título”, p. 165.

Dois ou mais autores:

SOBRENOME, Nome; SOBRENOME, Nome, “título”, periódico, v.1, n. 1-2 (ano), pp. x-xx.Citações seguintes: Sobrenome e Sobrenome, “título”, p. 165.

Livros:

Um autor:

SOBRENOME, Nome. título: subtítulo. País: Editora, Ano.  Citações seguintes: Nome Sobrenome, Título, p. X.

Dois ou mais autores:

SOBRENOME, Nome; SOBRENOME, Nome. título: subtítulo. País: Editora, Ano.  Citações seguintes: Sobrenome e Sobrenome, Título, p. X. 

Capítulos de Livros: 

SOBRENOME, Nome. “título: subtítulo”, in Nome Sobrenome(org.), Título (País: Editora, Ano), pp.X-XX. Citações seguintes: Sobrenome, “Título”, p. X.

Artigos online:

SOBRENOME, Nome, “título”, disponível em <endereço>, pp.X-XX (ou S.P.). Citações seguintes: Sobrenome, “Título”, p.x; 

As citações de trechos de obras e documentos devem obedecer ao seguinte critério: se forem menores que quatro linhas devem ser incorporadas ao texto entre aspas. Se forem maiores devem vir destacadas do texto principal, com um recuo de dois espaços em relação à margem esquerda e sem aspas no começo e no fim. Em ambos os casos não se deve usar itálico. Todas as citações devem ser acompanhadas de suas referências em notas conforme as normas descritas mais adiante. No caso de obras em outras línguas, elas devem vir traduzidas com a nota: tradução do autor.

Extratextos

Poderão ser incluídos quadros e figuras que clarifiquem o argumento, desde que em número reduzido e fornecidos com qualidade para impressão a preto e branco.

Direitos sobre o material publicado

Ao aceitarem a publicar na Igba Ábídí os autores cedem ao Instituto Ixéxé os direitos de autor. A reprodução dos artigos nela publicados carecem de aprovação da instituição. 

Ishéshé Institute for the study of Orisha and Vodun cults

error: Content is protected !!